quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Falar é fácil. Fácil?


Sacomé, tem dia que a gente acorda se sentindo superpoderorsa. Disposta a rasgar o véu da lenga lenga, meter o pé na porta e dizer todas aquelas verdades represadas. É ele, é o dia da MUDANÇA. E você está preparada, levantou de uma insônia braba e já está com o texto bem ensaiado.

Então você toma o café, ou melhor, engole o café, dá uma checada rápida nas redes sociais e parte afiada pra missão impossível.  Pronto, você está frente a frente com o seu “lado negro da força” e espera que ele/ela te de a abertura clássica, o  famoso start: Está tudo bem com você?  Mas, pra sua tristeza (e profunda revolta) surpreende-se com um: Nossa, como você está linda hoje! (com exclamação acentuada). Caceta foi tudo pro saco, você suspira e diz: Jura você achou? Esquece o texto, esquece a revolta e aceita até ingerir algumas calorias desnecessárias.
(Mani Jardim)