terça-feira, 13 de novembro de 2012


“Retiro-me do centro, reflito sobre as flores sintéticas do jardim. Lembro-me que, bem no fundo, sou apenas uma testemunha. Retorno e olho novamente, mas, desta vez com olho mágico. Concluo. No interim minha impaciência inerente à minha força bruta grita: Hacia! Adelante! (...)”